Última hora

Última hora

BCE prolonga compras de dívida até final de 2017

Em leitura:

BCE prolonga compras de dívida até final de 2017

BCE prolonga compras de dívida até final de 2017
Tamanho do texto Aa Aa

Em linha com os cenários considerados por alguns analistas, o Banco Central Europeu tornou público, esta quinta-feira, que vai manter as taxas de juro inalteradas em mínimos históricos e que vai prolongar o programa de compra de ativos até dezembro do ano que vem, para que a inflação suba.

O final anterior do programa estava fixado no mês de março, mas nos nove meses que agora se seguem o ritmo mensal será reduzido dos 80 mil milhões de euros atuais para os 60 mil milhões.

A decisão surge num momento de ameaça de nova crise bancária, por causa da situação em Itália, onde o primeiro-ministro se demitiu.

“A vulnerabilidade com que o sistema bancário e Itália se têm confrontado existe há muito tempo. Têm, por isso, de ser apoiados. Confio que o Governo sabe o que fazer e com o que terá de lidar”, disse o presidente do BCE, Mario Draghi, em conferência de imprensa.

Sobre o programa de compra de ativos, o BCE alertou que pode aumentá-lo ou estende-lo, caso venha a ser necessário. Pretende-se assim garantir a robustez da moeda única e ao mesmo tempo garantir uma inflação perto dos 2%.