Última hora

Última hora

Estado da União: calendário Brexit, Corpo de Solidariedade e Edifício Europa

O calendário para o Brexit, o novo Corpo de Solidariedade Europeu e o novo Edifício Europa, sede do Conselho Europeu, estão em destaque neste programa que passa em revista a atualidade europeia da sem

Em leitura:

Estado da União: calendário Brexit, Corpo de Solidariedade e Edifício Europa

Tamanho do texto Aa Aa

O francês Michel Barnier, ou “Senhor Brexit “da Comissão Europeia, quebrou o silêncio e definiu o seguinte calendário: o processo de negociação com o Reino Unido deverá começar já em março de 2017, o acordo deverá se concluído até outubro de 2018 e depois ser ratificado até março 2019, antes das eleições europeias, que serão já sem este país.

Neste programa que passa em revista a atualidade europeia da semana destacamos, também, a recusa do presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, da proposta da Comissão Europeia para gastar mais 0,5% do PIB no apoio à economia da zona euro, ainda muito marcada pelas políticas de austeridade.

Mas a União Europeia sabe por vezes ser inspiradora: o executivo comunitário lançou um organismo que promove a formação e o voluntariado junto dos europeus com menos de 30 anos.

Esta semana foi, ainda, revelado o interior da nova sede do Conselho Europeu, que estava orçamentada em 321 milhões de euros, mas que deverá custar um pouco mais. Ao lado da atual sede, no chamado quarteirão europeu de Bruxelas, o Edifício Europa foi alcunhado de “ovo espacial”.

Destaques para a próxima semana:

- segunda-feira, 12 de dezembro: os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia acolhem o premiado com o Nobel da Paz 2016, o presidente colombiano Juan Manuel Santos

- terça-feira, 13 de dezembro: tem início a sessão plenária no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, cujo destaque é a cerimónia do Prémio Sakharov, atribuído a duas sobreviventes da minoria Yazidi escravizadas pelo Daesh, Nadia Murad e Lamiya Aji Bashar

- quinta-feira, 15 de dezembro: os chefes de Estado e de governo da União Europeia reúnem-se, pela última vez, este ano, sendo a agenda marcada pelo Brexit, a crise da migração, a segurança, a Rússia e a Ucrânia