Última hora

Em leitura:

EUA: Obama quer clarificar ataque cibernético contra democratas durante a campanha


EUA

EUA: Obama quer clarificar ataque cibernético contra democratas durante a campanha

O presidente dos EUA, Barack Obama, ordenou uma ampla revisão aos ataques cibernéticos registados nas eleições, incluindo a piratagem de e-mails que surgiram durante a campanha presidencial e levantaram novas preocupações sobre a intromissão da Rússia nas eleições dos EUA.

O relatório deve analisar as táticas, os alvos, os principais atores e a resposta do governo dos EUA aos recentes incidentes relatados em eleições passadas.

“Em 2016, os nossos serviços secretos determinaram que havia atividade cibernética mal intencionada para interferir nas nossas eleições. A avaliação lançada em outubro passado, a comunidade de inteligência deixou bem claro que esta era uma acção dirigida por funcionários de alto nível do governo russo. Por isso, deixamos claro, estamos empenhados em garantir a integridade das nossas eleições “.

O presidente ordenou o relatório no início desta semana e pediu que fosse concluído antes de deixar o cargo no próximo mês.

Funcionários de inteligência dos EUA acusaram a Rússia de invadir as contas de e-mail dos funcionários democratas, numa tentativa de interferir com a campanha presidencial.

Nos meses que antecederam a eleição, contas de e-mail de funcionários do Partido Democrata e um assessor de campanha Hillary Clinton foram violados, e-mails vazados para a Wikileaks e e-mails embaraçosos e privados postados on-line.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Gâmbia

Presidente da Gâmbia rejeita derrota eleitoral