Última hora

Última hora

Itália: Paolo Gentiloni aceita formar governo "sob reserva"

Paolo Gentiloni, aceitou formar governo, depois de conversar com o Presidente da República italiana, Sergio Matarella, mas “sob reserva”.

Em leitura:

Itália: Paolo Gentiloni aceita formar governo "sob reserva"

Tamanho do texto Aa Aa

Paolo Gentiloni, aceitou formar governo, depois de conversar com o Presidente da República italiana, Sergio Matarella, mas “sob reserva”.

O chefe de Estado tinha convocado o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano, de 62 anos, para um encontro no palácio presidencial, este domingo. Isto depois de concluídas as consultas aos partidos da oposição:

“Ficou claro, durante as consultas, a indisponibilidade das principais forças da oposição em partilharem responsabilidades num novo governo, portanto, não por escolha, mas por um sentido de responsabilidade, avançamos para um governo no quadro da maioria cessante”, afirmou Gentiloni que sucede a Matteo Renzi, de quem se diz era um aliado. O primeiro-ministro cessante, abandonou o governo depois do fracasso do referendo da reforma constitucional, de 4 de dezembro.

Gentiloni precisa agora de criar a sua equipa e definir a estratégia de governo, que terão de receber um voto de confiança do Parlamento, provavelmente, já na quarta-feira.

O novo Governo deverá organizar as novas eleições, que devem acontecer, segundo a Presidência, em fevereiro de 2018.

Os italianos rejeitaram, com 59,95% dos votos, a reforma constitucional proposta por Matteo Renzi, que se demitiu na quarta-feira, após a aprovação do orçamento de Estado para 2017, pelo parlamento.

Com ANSA e Lusa