Última hora

Em leitura:

Maduro retira nota de 100 bolívares para combater 'máfias'


Venezuela

Maduro retira nota de 100 bolívares para combater 'máfias'

Nicolas Maduro retira de circulação as notas de maior denominação na Venezuela, as de 100 bolívares.

O presidente justifica a medida com a necessidade de fazer frente a supostas máfias colombianas que estariam a armazenar as notas para destabilizar a economia do país.

Citado pela agência Efe, acusou uma organização não-governamental contratada pelos Estados Unidos de ser a operadora do plano contra o papel-moeda da Venezuela.

As notas serão recolhidas do mercado em 72 horas.

“Dei ordens ás chefias militares para encerrarem todas as possibilidades terrestres, aéreas e marítimas para que estas notas não regressem ao país. Eles levaram-nas e podem ficar com o esquema deles no estrangeiro”, declarou.

Maduro revelou ainda que a medida foi tomada depois de uma aprofundada investigação em que se determinou existirem armazéns com notas, não só na Colômbia, mas também no Brasil, na Alemanha, República Checa e Ucrânia.