Última hora

Em leitura:

Alepo: Regime sírio volta a suspender processo de retirada de civis


Síria

Alepo: Regime sírio volta a suspender processo de retirada de civis

O êxodo no leste de Alepo continua mas num perfeito caos. Oficialmente, desde o meio dia desta sexta-feira o processo de retirada, controlado pelas forças do regime sírio, foi suspenso. O governo de Bashar Al-Assad acusa a oposição de violar o cessar fogo.

Mas ao que tudo indica, esta suspensão estará ligada ao incumprimento da retirada de civis e militares feridos de outras duas vilas, perto de Idlib, que estão controladas pelos rebeldes. Mas apesar de todos as incertezas, em Alepo, 3 mil pessoas terão conseguido sair da região este da cidade e foram levadas para zonas sob o controlo da oposição.

O ministro dos Negócios Estrangeiros turco, Melvut Cavusoglu, em conferência de imprensa garantiu que “a retirada continua. Houve menos saídas na quinta-feira. Apenas seis colunas saíram da zona este e oeste de Alepo. E apenas civis foram retirados”.

Desde quinta-feira, pelomenos 250 feridos conseguira sair da cidade. Entre eles 55 em estado grave. De acordo com o Ministério da saúde de Ancara, estes últimos foram levados para a Turquia onde devem receber tratamento médico.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

EUA

"Alepo é agora um sinónimo de inferno", afirma Ban Ki-moon