Última hora

Em leitura:

Cisjordânia: colonos de Amona preparam-se para resistir a ordem de evacuação


Israel

Cisjordânia: colonos de Amona preparam-se para resistir a ordem de evacuação

Os residentes do colunato judaico de Amona, na Cisjordânia, recusaram a proposta do governo israelita para relocalizar as suas casas e preparam-se para resistir à evacuação forçada.

O Supremo Tribunal de Israel decretou que o colonato deverá ser desmantelado até 25 de dezembro, por ter sido construído de forma ilegal em terrenos privados palestinianos. Mas para os colonos, as terras são suas:

“Parto do princípio que, dentro de algumas horas, chegarão as forças para evacuar a comunidade, mas nós vamos conduzir uma luta vigorosa e decisiva contra o desenraizamento de famílias das suas casas e de uma comunidade do seu lugar, bem como contra algo que fere as vidas de judeus que se desenvolveram na Judeia e na Samaria, o berço do povo judeu. Regressámos a casa e não temos intenção de pedir desculpa por isso.”

“A terra de Israel pertence ao povo de Israel. Não desistimos de um único centímetro da terra de Israel e, mesmo se tivermos de entrar numa batalha, no final acabaremos por vencer a guerra.”

Amona é um colonato designado como “selvagem”, o que significa que é ilegal no quadro do direito que Israel aplica à maioria da Cisjordânia, ocupada pelo Estado hebraico desde 1967.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Bélgica

Síria: Tusk reconhece falta de "eficácia" da UE