Última hora

Em leitura:

Funcionárias do aeroporto de Kandahar abatidas a tiro


Afeganistão

Funcionárias do aeroporto de Kandahar abatidas a tiro

Seis pessoas, cinco delas trabalhadoras do Aeroporto Internacional de Kandahar, no sul do Afeganistão, foram mortas a tiro. Informação avançada pelas autoridades locais.

O porta-voz do governador desta província explicou que as funcionárias estavam a caminho do trabalho quando, pelo menos, três homens armados, que viajavam em motociclos, as balearam mortalmente. O motorista da carrinha em que seguiam também morreu:

“O meu irmão mais velho era o condutor do veículo, ia a caminho do aeroporto com cinco ou seis mulheres que trabalhavam lá. Aconteceu tudo de manhãzinha”, adiantou Babai Khan.

O diretor do aeroporto diz que as mulheres, funcionárias de uma empresa privada, temiam pela sua segurança depois de receberem ameaças de pessoas que desaprovavam o facto de trabalharem.

Desde o fim do regime talibã, em 2001, que a vida das afegãs tem melhorado, ainda assim continuam ausentes da vida pública e a ser alvo de violência, opressão e abuso.

A Procuradoria-geral do Afeganistão registou mais de 3.700 casos de violência contra mulheres nos primeiros oito meses do ano.

Com Lusa