Sindicatos espanhóis prometem manter luta pela reversão da austeridade

Access to the comments Comentários
De  Isabel Marques da Silva
Sindicatos espanhóis prometem manter luta pela reversão da austeridade

<p>Um mês e meio depois da tomada de posse de Mariano Rajoy para um segundo mandato, estão de volta a Espanha os protestos contra a política laboral e a manutenção das medidas de austeridade. </p> <p>Os sindicatos iniciaram, quinta-feira, um ciclo de manifestações nas principais cidades regionais que culminou com uma marcha, na capital, este domingo. </p> <p>O líder da <span class="caps">UGT</span>, Josep Maria Alvarez, disse que “estas manifestações continuarão enquanto for necessário. Só dependem da capacidade do governo não apenas para dialogar, mas também para negociar de verdade e fazer acordos”. </p> <p>Uma manifestante acrescentou que “estamos a passar por uma situação insustentável, muitos jovens e estudantes já não conseguem viver assim e é por isso que protestamos, que regressámos às ruas”. </p> <p>Espanha precisou de quase de um ano para ter novo governo, já que o partido de centro-direita foi o mais votado mas sem maioria absoluta. </p> <p>O chefe de Governo já disse que não vai reverter as reformas estruturais nem os compromissos para o défice orçamental negociados com a Comissão Europeia.</p>