Última hora

Em leitura:

Angola: Corrida de São Silvestre de Luanda sem estrangeiros por falta de divisas


mundo

Angola: Corrida de São Silvestre de Luanda sem estrangeiros por falta de divisas

Com Lusa e Angop

A tradicional corrida de fim de ano de Luanda, conhecida como a Corrida de São Silvestre, não deverá contar este ano com a participação de atletas estrangeiros, como acontecia até agora.

Joaquim Dombaxi, membro da comissão organizadora, disse à agência Lusa que, “dificuldades financeiras”, mais precisamente “a falta de divisas”, estão na base da ausência de atletas estrangeiros.

Dombaxi explicou também que os prémios serão pagos em kwanzas, a moeda oficial de Angola.

No ano passado, nenhum atleta de países de expressão oficial portuguesa marcou presença na Corrida de São Silvestre.

O motivo apontado foi o mesmo: as dificuldades financeiras atravessadas pela organização.

No entanto, o evento contou com a presença de atletas de vários países africanos, como Quénia, Etiópia, Namíbia, África do Sul, República Democrática do Congo, Tanzânia e Camarões.

Outra alteração a ter lugar este ano tem a ver com os prémios atribuídos. Apenas os três primeiros classificados das classes feminina e masculina serão premiados.

As inscrições para a corrida tiveram início na segunda-feira.

Em apenas 24 horas, já estavam inscritos 184 atletas, dos dois mil que se prevê participarem.

Pelos menos 12 são membros federados do Interclube de Angola.

A 61ª edição da corrida de São Silvestre de Luanda tem lugar dia 31 de dezembro.

A prova conta com um percurso de 10 quilómetros.

Segundo a agência estatal de informação angolana Angop, a corrida começa no Largo da Mutamba, passando pela Avenida Revolução de Outubro, pelo Túnel do Prenda, pela Alameda Manuel Van-Dunen, Rua da Missão, Rua 4 de Fevereiro, até chegar ao Estádio dos Coqueiros.

mundo

Descobrir a gruta de Choranche através da magia das luzes e do som