Última hora

Em leitura:

Governos reforçam segurança nos mercados de Natal


mundo

Governos reforçam segurança nos mercados de Natal

Vários países aumentaram os dispositivos de segurança nos mercados de Natal que são construídos, temporariamente, em zonas centrais das principais cidades.

No caso de França, o ministro do Interior ordenou, de imediato, o reforço da vigilância por todo o país, que tem alguns dos mercados mais procurados na Europa, como o de Estrasburgo.

Uma das visitantes disse que “temos de continuar a viver, mas mais reconfortados… algumas pessoas precisam disso”.

“Evitamos visitar o mercado à noite, preferimos vir de manhã, é melhor, espero”, disse outra.

Nice também adaptou o dispositivo vigente há alguns meses. A cidade ainda está a recuperar do ataque terrorista que matou 86 pessoas e feriu 434, em julho passado.

Tal como em Berlim, o condutor de um camião atingiu, deliberadamente, os transeuntes.

Uma habitante de Nice referiu que “acabou de acontecer em Berlim, mas não sabemos se voltará a acontecer em Nice, ou em Paris.”

Em Itália, um dos mercados de Natal mais famosos fica em Bolzano e o chefe da polícia confirmou o reforço com várias unidades operacionais.

Nos últimos meses, já tinha sido dada formação especial a polícias e socorristas.

Para melhor enfrentar esta ameaça, os governos trocam informações e concertam estratégias, sobretudo ao nível dos Estados-membros da União Europeia.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

China

Autoridades chinesas emitem alerta vermelho devido a elevada poluição atmosférica