This content is not available in your region

Alemanha oferece 100 mil euros por informações que possam levar à detenção do suspeito

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Alemanha oferece 100 mil euros por informações que possam levar à detenção do suspeito

<p>A Alemanha ofereceu, esta quarta-feira, uma recompensa de 100 mil euros por informações que possam levar à detenção do suspeito do ataque ao mercado de natal em Berlim.</p> <p>De acordo com os documentos encontrados no camião, o homem trata-se de Anis Amri, de 24 anos. </p> <p>Mas o suspeito tem usado várias identidades falsas, divulgadas pelo Ministério do Interior. </p> <p><blockquoteclass="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr"><a href="https://twitter.com/hashtag/Germany?src=hash">#Germany</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/Berlin?src=hash">#Berlin</a> - This isAnis <a href="https://twitter.com/hashtag/Amri?src=hash">#Amri</a>, the suspect of the <a href="https://twitter.com/hashtag/BerlinAttack?src=hash">#BerlinAttack</a>. This pic wassent to all Europeanpolice agencies. <a href="https://t.co/684dr7d629">pic.twitter.com/684dr7d629</a></p>— TerrorEvents (@TerrorEvents) <a href="https://twitter.com/TerrorEvents/status/811611103180496896">21 de dezembrode 2016</a></blockquote> <script asyncsrc="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>O homem é considerado perigoso e presume-se armado.</p> <p><blockquoteclass="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">First picturesof <a href="https://twitter.com/hashtag/BerlinAttack?src=hash">#BerlinAttack</a> suspect Anis Amri:<a href="https://t.co/zXNGR1xJSa">https://t.co/zXNGR1xJSa</a> <a href="https://t.co/dnFmHNkZAV">pic.twitter.com/dnFmHNkZAV</a></p>— Express Pictures(@Express_Pics) <a href="https://twitter.com/Express_Pics/status/811543998791819265">21 de dezembrode 2016</a></blockquote> <script asyncsrc="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>De acordo com o ministro do Interior da Renânia do Norte-Vestfália, o suspeito estava sob investigação desde novembro. </p> <p>“A polícia judiciária da região abriu um inquérito junto da Procuradoria Federal Alemã [que tem a competência em matéria de terrorismo] por suspeitas de preparação de um ato criminoso grave, que colocava em risco a segurança nacional. Era o procurador-geral em Berlim quem liderava as investigações”, declarou Ralf Jäger.</p> <p>O suspeito terá chegado à Alemanha em 2015, depois de ter estado 4 anos em Itália. <br /> Em julho passado esteve preso durante dois dias por ter agredido uma pessoa. </p> <p>Terá requerido asilo, mas o pedido foi rejeitado. <br /> As tentativas de deportar o tunisino também falharam por não ter documentos de identificação.</p>