Síria: Bana, a menina de sete anos que sonha em regressar a Alepo

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Síria: Bana, a menina de sete anos que sonha em regressar a Alepo

<p>Bana Alabed, a menina síria de sete anos que atraiu as atenções do mundo com fotografias e mensagens publicadas na rede social Twitter a partir do interior de Alepo diz que espera um dia voltar à sua cidade-natal para tornar-se numa professora.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="en" dir="ltr">Good afternoon from <a href="https://twitter.com/hashtag/Aleppo?src=hash">#Aleppo</a> I'm reading to forget the war. <a href="https://t.co/Uwsdn0lNGm">pic.twitter.com/Uwsdn0lNGm</a></p>— Bana Alabed (@AlabedBana) <a href="https://twitter.com/AlabedBana/status/780368067675230208">26 septembre 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Desde a Turquia, para onde foi evacuada, explica que pediu ao pai para a “filmar perto da escola” e depois perguntou-lhe “se podia publicar um ‘tweet’” com a imagem. E acrescenta que decidiu recorrer ao Twitter “pelas crianças de Alepo, pelas suas vidas”. A rede social serviu, segundo Alabed, para que “a voz das crianças de Alepo chegasse ao [resto do] mundo”.</p> <p>Com a ajuda da mãe, uma professora de inglês, que gere <a href="https://twitter.com/alabedbana">a conta no Twitter</a>, partilhou imagens e vídeos do quotidiano durante o conflito sírio, conquistando mais de 364.000 seguidores desde que publicou a primeira mensagem, em setembro.</p> <p>Bana Alabed e a família puderam sair esta semana da parte oriental de Alepo, sendo depois conduzidos para o território turco, onde foram recebidos pelo presidente Recep Tayyip Erdogan, em Ancara, na quarta-feira.</p>