Malta: Sequestradores de avião líbio demande asilo político

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Malta: Sequestradores de avião líbio demande asilo político

<p>Renderam-se e foram imediato detidos os dois homens que desviaram um avião líbio para Malta com 118 pessoas abordo. <br /> Os dois sequestradores dizem ser de um partido pró-Kadhafi, o ex-ditador líbio, morto na revolta da Primavera Árabe de 2011. Um deles, ao sair do avião empunhava uma bandeira antiga da Líbia. Ao que tudo indica, os dois desviaram o aparelho para Malta para pedir asilo político </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="en" dir="ltr">Malta hijack ends peacefully as Gaddafi loyalists surrender <a href="https://t.co/3Fmfu9mlBT">https://t.co/3Fmfu9mlBT</a> <a href="https://t.co/EjpnJKyIXa">pic.twitter.com/EjpnJKyIXa</a></p>— Reuters U.S. News (@ReutersUS) <a href="https://twitter.com/ReutersUS/status/812335730886320132">23 décembre 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Antes de se entregarem, os dois indivíduos deixaram sair os 109 passageiros (82 homens, 28 mulheres e uma criança) primeiro e depois os sete elementos da tripulação. Os sequestradores abandonaram o avião no final, juntamente com os pilotos, numa operação que durou várias horas. </p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="und" dir="ltr">Il-PM jgħid li l-armi użati fuq l-ajruplan maħtuf kienu replika – <a href="https://t.co/SOHQrJTgL4">https://t.co/SOHQrJTgL4</a> <a href="https://t.co/cqqPXhVLMW">pic.twitter.com/cqqPXhVLMW</a></p>— Television Malta (@TelevisionMalta) <a href="https://twitter.com/TelevisionMalta/status/812356180236439552">23 décembre 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>O voo A32 foi desviado na manhã desta sexta-feira para o aeroporto de La Valetta, em Malta. O Airbus A320 da companhia aérea Afriqiyah Airways fazia a ligação entre Sebha e Tripoli. O piloto ainda tentou convencer os piratas do ar a aterrar na capital líbia mas a resposta foi uma ameaça de explosão do aparelho com granadas de mão, que ao que tudo indica eram falsas.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="en" dir="ltr">Initial forensic exams now showing weapons used in Afriqiyah hijack are replicas.</p>— Joseph Muscat (@JosephMuscat_JM) <a href="https://twitter.com/JosephMuscat_JM/status/812353058818637828">23 décembre 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Durante este sequestro as informações foram sendo avançadas pelo próprio primeiro ministro maltês Joseph Muscat. A circulação no aeroporto internacional de Malta esteve bloqueada, mas as operações acabaram por ser reabertas mesmo durante a operação de libertação dos reféns.</p> <p>Os dois sequestradores foram levados pelas autoridades e devem aguardar a investigação detidos.</p>