Última hora

Em leitura:

Rússia de luto após a queda de avião com membros Conjunto Alexandrov a bordo


Rússia

Rússia de luto após a queda de avião com membros Conjunto Alexandrov a bordo

Bandeiras a meia haste, flores e missas em homenagem às 92 vítimas mortais que pereceram, este domingo, após a queda de um avião militar no Mar Negro, na Rússia.

A bordo da aeronave viajavam mais de 60 membros do Conjunto Alexandrov, o coro do Exército Vermelho, um dos maiores símbolos da Rússia e conhecido em todo o mundo.

O conjunto reúne cerca de 200 cantores, músicos e dançarinos.

As homenagens multiplicam-se por toda a Rússia.

“Os meus avós cantaram, juntos, entre 1940 e 1950. O apelido deles era Dolnov. É por isso que este conjunto me é tão próximo. É uma tragédia horrível. É difícil acreditar”, conta um moscovita.

No avião sinistrado seguia, também, a presidente da fundação “Fair Aid”, Elizaveta Glinka.

A ativista dos Direitos Humanos seguia para Latakia, na Síria, para entregar medicamentos a um hospital.

Depois de depositar flores, em frente à instituição, uma mulher recorda que Glinka “não era indiferente. Era uma pessoa amável e calorosa. Ajudava muita gente. Há poucas pessoas como ela. É uma grande perda para a Rússia”.

A bordo do avião, um aparelho Tu-154, seguiam, ainda, nove jornalistas e vários militares.

A aeronave provinha de Moscovo, tinha feito escala para abastecer no aeroporto de Sochi, e rumava à Síria.