This content is not available in your region

Encontrada primeira caixa negra do TU-154 despenhado em Sochi

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Encontrada primeira caixa negra do TU-154 despenhado em Sochi

<p>As buscas pelos corpos das vítimas continuam e o <a href="http://rr.sapo.pt/noticia/71945/encontrada_caixa_negra_do_aviao_militar_russo_que_caiu_no_mar_negro?utm_source=rss">resgate ao Mar Negro da primeira caixa negra</a> do Tupolev 154 que se <a href="http://pt.euronews.com/2016/12/25/nao-ha-sobreviventes-da-queda-do-aviao-militar-russo-92-pessoas-seguiam-a-bordo">despenhou no Domingo dois minutos depois de ter partido de Sochi</a>, na Rússia, já foi feito.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="pt" dir="ltr">Encontrada caixa negra de avião russo que caiu no Mar Negro <a href="https://t.co/fprZkxXCv2">https://t.co/fprZkxXCv2</a></p>— Público (@Publico) <a href="https://twitter.com/Publico/status/813651531673325568">December 27, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Enviada para Moscovo, antecedeu a segunda caixa negra, já localizada, mas ainda por recuperar, segundo o ministro russo da defesa. </p> <p>Vários fragmentos do avião a pouco mais de 1500 metros da costa e a 25 metros de profundidade e mais de dez das 92 vítimas mortais – o total de passageiros a bordo – foram também já devolvidos pelo Mar Negro aos 3 500 trabalhadores de resgate envolvidos na operação.</p> <p>Em Sochi e Moscovo, manifestações públicas de pesar e homenagem têm-se feito desde a queda do avião, que faria a rota entre Sochi, no sul da Rússia, e Lataquia, na Síria, com o objectivo de animar nataliciamente as tropas russas na Síria. </p> <p>A agência de notícias Interfax adianta que todos os voos envolvendo o <a href="http://gazetaweb.globo.com/portal/noticia.php?c=24438">modelo Tupolev 154</a> foram suspensos até que o inquérito clarifique os motivos do despenhamento. </p> <p>Terrorismo é uma causa afastada, segundo o ministro russo da Defesa, que adiantou que o aparelho, construído na época soviética de 1983, foi revisto em Setembro e submetido a reparações gerais em Dezembro de 2014.</p> <p><a href="https://www.publico.pt/2009/07/15/mundo/noticia/tupolev154-o-burrodecarga-russo-1391896">Pilotos russos dizem que o modelo TU-154 tem um registo de segurança aceitável</a>, apesar de as principais companhias de aviação russas já o terem substituído há muito tempo por aviões de fabrico ocidental.</p> <p>O <a href="https://www.publico.pt/2012/10/30/mundo/noticia/encontrados-vestigios-de-material-explosivo-no-aviao-em-que-morreu-o-presidente-polaco-lech-kaczynski--1569450">último grande acidente envolvendo este modelo</a> foi em 2010: o avião de fabrico soviético e de propriedade polaca transportava o então presidente Lech Kaczinsky e muitos elementos da elite política da Polónia. Todos os elementos a bordo morreram.</p>