This content is not available in your region

Primeiro-ministro al-Abadi: Daesh poderá ser erradicado do Iraque em três meses

Access to the comments Comentários
De  Antonio Oliveira E Silva  com REUTERS E OIM
Primeiro-ministro al-Abadi: Daesh poderá ser erradicado do Iraque em três meses

<p><strong>Com Reuters e <span class="caps">OIM</span></strong></p> <p>O primeiro-ministro iraquiano, <a href="http://www.pmo.iq/pme/indexe.htm">Haider al-abadi</a>, disse que seriam necessários mais <strong>três meses</strong> para erradicar a presença dos jihadistas do autoproclamado Estado Islâmico (EI) ou <strong><em>Daesh</em></strong> (sigla em língua árabe) do Iraque e até dois anos no que à Síria diz respeito.</p> <p>No entanto, <strong>al-Abadi</strong> tinha dito, anteriormente, que <strong>Mossul</strong>, cidade do norte do Iraque e a das mais importantes sob o contro do <strong><em>Daesh</em></strong>, seria recuperada até ao <strong>fim deste ano</strong>.</p> <p>Questionado sobre a posição de um porta-voz da coligação no terreno, liderada pelos Estados Unidos, para quem seriam necessários pelo menos mais <strong>dois anos</strong> para que o <em>Daesh</em> desaparecesse do Iraque, o primeiro-ministro iraquiano disse que <strong>“os Americanos eram demasiado pessimistas.”</strong></p> <p>“As vitórias conseguidas pelos nossos heróicos e corajosos combatentes contra o <em>Daesh</em> ajudaram a reduzir o periodo de erradicação para dois anos. Penso que são necessários mais três meses no Iraque e dois anos na Síria”, disse al-Abadi.</p> <p>A últimas intervenções militares na região de Mossul têm sido, no entanto, <strong>menos intensas</strong> do que o esperado, porque muitos residentes preferiram permanecer escondidos em casa a deixar a região. Mais de <strong>um milhão</strong> de pessoas continua em Mossul. <br /> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">480 families in Amiriyat Al Falluja,Anbar, needed assistance to keep warm.IOM delivered <span class="caps">NFI</span> kits: mattresses,blankets,carpets&more <a href="https://twitter.com/StatePRM"><code>StatePRM</a> <a href="https://t.co/YSEkwjSQqP">pic.twitter.com/YSEkwjSQqP</a></p>&mdash; IOM Iraq (</code>IOMIraq) <a href="https://twitter.com/IOMIraq/status/813706654139248640">27 de dezembro de 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <br /> Segundo a <a href="http://www.iom.int/es/proposito-de-la-oim">Organização Internacional das Migrações</a>, cerca de <strong>100 mil</strong> pessoas deixaram Mossul. Muitos, chegam à localidade de <strong>Bartella</strong>, 21 quilómetros a leste de Mossul, onde, depois de serem revistados pelas autoridades, aguardam transporte para campos especialmente criados para os receberem. </p> <p>Em vários casos, são famílias inteiras, incluídas muitas crianças, que dependem da ajuda internacional no terreno. <br /> <strong>Destruição de ponte em Mossul preocupa Nações Unidas</strong> <br /> No terreno, forças da coligação coordenada pelos Estados Unidos continuam a batalha contra o <em>Daesh</em> no norte do Iraque.</p> <p>A recente <strong>destruição de uma ponte</strong> que liga as partes oriental e ocidental de Mossul, levada a cabo para “reduzir a liberdade de movimentos do inimigo”, segundo a coligação, preocupa as Nações Unidas, que temem pela liberdade de movimentos dos cidadãos.</p> <p>A <strong><span class="caps">ONU</span></strong> diz que poderá agora ser <strong>mais difícil</strong> para milhares de residentes deixar a cidade, permanecendo assim refém dos jihadistas e da violência dos combates.</p> <p><strong>Mossul é a mais importante cidade sob controlo dos jihadistas, desde junho de 2014.</strong> </p> <p>O Daesh controla também as localidades de Tel Afar, Hauija e Qaim, todas na região. <br /> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">Latest <a href="https://twitter.com/hashtag/Iraq?src=hash">#Iraq</a> <a href="https://twitter.com/DTM_IOM"><code>DTM_IOM</a>-More than 3 million Iraqis currently <a href="https://twitter.com/hashtag/displaced?src=hash">#displaced</a> across country+1.2 million have returned home <a href="https://t.co/0xMZpR0v2G">https://t.co/0xMZpR0v2G</a> <a href="https://t.co/KbtVrdr9Yd">pic.twitter.com/KbtVrdr9Yd</a></p>&mdash; IOM Iraq (</code>IOMIraq) <a href="https://twitter.com/IOMIraq/status/811625556462669824">21 de dezembro de 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p>