Última hora

Última hora

Alexis Pinturault sem rivais à altura no combinado, Shiffrin consegue hat-trick em Semmering

Não há descanso entre o Natal e o ano novo na Taça do Mundo de esqui alpino, com as etapas de Santa Caterina para os homens e Semmering para as senhoras.

Em leitura:

Alexis Pinturault sem rivais à altura no combinado, Shiffrin consegue hat-trick em Semmering

Tamanho do texto Aa Aa

Não há descanso entre o Natal e o ano novo na Taça do Mundo de esqui alpino, com as etapas de Santa Caterina para os homens e Semmering para as senhoras.

Na estância italiana, Kjetil Jansrud venceu o super gigante de terça-feira, o downhill de quarta foi anulado devido ao forte vento e esta quinta-feira o combinado foi ganho por Alexis Pinturault.

O francês é o grande especialista mundial na disciplina e a prová-lo estão os três Globos de Cristal conquistados nos quatro últimos anos. Pinturault não defraudou as expectativas na estância italiana e completou o super gigante com o terceiro melhor tempo. No slalom deixou toda a gente para trás e com uma margem suficiente para registar o melhor tempo combinado.

O esquiador francês terminou com uma vantagem de 34 centésimos sobre Marcel Hirscher e subiu ao lugar mais alto do pódio pela terceira vez esta temporada, já tinha ganho os slaloms gigantes de Sölden e Val-d’Isère.

Quanto a Hirscher, continua a primar pela regularidade. Soma apenas duas vitórias mas leva já oito presenças no pódio em 14 provas na Taça do Mundo esta temporada. Sem surpresa, lidera a classificação geral e continua no bom caminho para vencer o Globo de Cristal pelo sexto ano consecutivo, tem 231 pontos de vantagem sobre Kjetil Jansrud.

O pódio ficou completo com Aleksander Aamodt Kilde. O norueguês de 24 anos até tinha sido o mais rápido no super gigante mas não foi além do décimo terceiro melhor tempo no slalom.

Nas senhoras, Mikaela Shiffrin teve uma semana perfeita em Semmering. A norte-americana, de apenas 21 anos de idade, tem vindo a mostrar que é mais que uma simples especialista no slalom e subiu por três vezes ao lugar mais alto do pódio na estância austríaca.

Na terça e na quarta-feira conquistou dois slaloms gigantes (nada mau para uma esquiadora que somava apenas um triunfo na disciplina em toda a carreira), esta quinta-feira mostrou que não tem rivais à altura no slalom.

Com este hat-trick, Shiffrin reforçou a liderança na Taça do Mundo e tem agora 215 pontos de vantagem sobre Lara Gut.