Última hora

Em leitura:

Iraque e EUA intensificam ataques aéreos em Mossul


Iraque

Iraque e EUA intensificam ataques aéreos em Mossul

Hot Topic Saiba mais sobre Mossul

Depois de duas semanas de tréguas as forças iraquianas, apoiadas pelos Estados Unidos, intensificaram os ataques aéreos no leste de Mossul, no âmbito da operação para recuperar o controlo desta cidade iraquiana, dominada pelo grupo extremista Estado Islâmico.

As forças especiais entraram nos bairros de Karama e Quds, enquanto as tropas do exército e polícia federal avançaram nos bairros vizinhos de Intisar, Salam e Sumor.

Enquanto isso, milhares de civis continuam a abandonar a região:

“A nossa situação lá era trágica, não era nada boa. Civis estavam a ser feridos. Os militantes do Daesh destruíram as nossas vidas. Não há vida em Mossul, não há combustíveis, nem comida, não há nada”, desabafa Younis, um dos residentes de Mossul, obrigado a partir.

“Três casas do nosso bairro foram destruídas quando foram atingidas por morteiros, três pessoas morreram. Um dos meus filhos ficou ferido. Abandonámos a nossa casa e o nosso carro. Sobrevivemos apenas com a roupa que trazemos connosco”, adianta outro residente, Khaled Sabri.

Os extremistas controlam a cidade desde o verão de 2014. De acordo com as Nações unidas, cerca de 120 mil pessoas deixaram Mossul, desde o início da operação, conduzida pelas forças iraquianas e americanas, a 17 de outubro.

O seu avanço tem sido retardado pela resistência dos militantes do grupo Estado Islâmico, pelo facto de haver milhares de civis entrincheirados nas casas e devido ao mau tempo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Turquia

Tribunal turco ordena libertação preventiva de jornalistas