This content is not available in your region

EUA-Rússia: Obama sanciona Moscovo com a expulsão de 35 diplomatas, o Kremlin ameaça responder

Access to the comments Comentários
De  Luis Guita
EUA-Rússia: Obama sanciona Moscovo com a expulsão de 35 diplomatas, o Kremlin ameaça responder

<p>Estados Unidos da América anunciaram, quinta-feira, a expulsão de 35 diplomatas russos, como punição por suposta ingerência cibernética nas eleições presidenciais norte-americanas do mês passado, dando-lhes 72 horas para deixar o país.</p> <p>O Kremlin reagiu, através do seu porta-voz, Dmitri Peskov, fez saber que rejeita as acusações e considera a decisão “sem fundamento”.</p> <p>“Estamos em total desacordo com qualquer uma das acusações, acusações infundadas que foram anunciadas em referência à Rússia. Do nosso ponto de vista, estas ações da atual administração em Washington são uma manifestação infelizmente, imprevista e, até se pode dizer, de política externa agressiva,” declarou Dmitri Peskov.</p> <p>Entre as medidas anunciadas pelo Presidente norte-americano, Barack Obama, está o encerramento de dois edifícios russos em Nova Iorque e Maryland.</p> <p>A porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, reagiu ao anúncio das sanções, afirmando que Moscovo irá responder a qualquer “medida hostil” de Washington.</p> <p>O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, já anunciou que vai realizar reuniões com os responsáveis pelos serviços de informação para receber informações sobre a alegada ingerência da Rússia nas eleições norte-americanas.</p>