Última hora

Em leitura:

Coreia do Sul: Tribunal Constitucional começa a analizar destituição de Park Geun-Hye


Coreia

Coreia do Sul: Tribunal Constitucional começa a analizar destituição de Park Geun-Hye

O Tribunal Constitucional da Coreia do Sul começou a analizar a destituição da presidente Park Geun-Hye, envolvida num escândalo de corrupção e tráfico de influências.

A primeira audiência durou apenas 9 minutos, devido à ausência da chefe de Estado. A próxima sessão terá lugar na quinta-feira e, se Park Geun-Hye faltar novamente, o processo avançará sem a sua presença.

O Tribunal Constitucional tem seis meses para ratificar a destituição da presidente, aprovada pelo Parlamento sul-coreano a 9 de dezembro.

Park Geun-Hye encontra-se com as funções suspensas e o primeiro-ministro assegura de forma interina o cargo. Se o tribunal validar a decisão dos deputados, a presidente será afastada e o país vai a eleições.

Entretanto, a Coreia do Sul oficializou junto da Dinamarca, onde foi detida, o pedido de extradição de Chung Yoo-Ra, filha da amiga da chefe de Estado, Choi Soon-Sil, no centro do escândalo de corrupção.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Chile

Chile: Valparaiso enfrenta de novo as chamas