Última hora

Em leitura:

Embaixador do Reino Unido para a União Europeia demitiu-se


A redação de Bruxelas

Embaixador do Reino Unido para a União Europeia demitiu-se

Ivan Rogers, embaixador do Reino Unido para a União Europeia (UE), anunciou a demissão, esta terça-feira, a menos de três meses do início previsto das negociações formais para o Brexit.

Rogers estava em Bruxelas há três anos e é um dos mais experientes diplomatas em assuntos europeus.

O analista político Vivien Pertusot diz que “agora que ele partiu, a questão é saber quem pode substituí-lo, que tem conhecimentos suficientes, em Londres ou nas capitais europeias, para assumir o cargo e liderar as negociações que vão começar muito em breve”.

“Para ser franco, é uma situação muito complicada neste momento. Claramente, a demissão é muito mau sinal para o Reino Unido”, acrescentou.

É mais uma “dor de cabeça” para a primeira-ministra, Theresa May, que ainda aguarda pela decisão do Supremo Tribunal britânico sobre o papel que o Parlamento do país terá no Brexit.

De acordo com o diário Financial Times, o embaixador britânico limitou-se a comunicar aos seus funcionários a decisão de antecipar a partida, prevista para novembro.

O diplomata foi um dos principais assessores do ex-primeiro-ministro conservador David Cameron nas negociações prévias ao referendo, de 23 de junho passado, para tentar garantir alterações às cláusulas da participação britânica na UE.

No final de 2016, Rogers suscitou uma enorme controvérsia, ao considerar que o acordo comercial com a UE após a saída britânica do bloco levaria uma década a ser concretizado e que inclusivamente poderia fracassar porque necessitaria da ratificação dos restantes 27 Estados-membros.

Segundo o Financial Times, as relações do embaixador com a equipa de Theresa May deterioraram-se nos últimos meses.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

UE em 2017: Eleição no Parlamento, Brexit,Trump e migração