Última hora

Última hora

Síria: rebeldes anunciam boicote às consersações de paz

Rebeldes sírios anunciaram esta segunda-feira um boicote às conversações de paz previstas nos termos da trégua negociada com o apoio da Rússia e da Turquia.

Em leitura:

Síria: rebeldes anunciam boicote às consersações de paz

Tamanho do texto Aa Aa

Rebeldes sírios anunciaram esta segunda-feira um boicote às conversações de paz previstas nos termos da trégua negociada com o apoio da Rússia e da Turquia.

Point of view

A Turquia, enquanto parte interessada do acordo, exerce uma influência direta sobre os rebeldes

Mazen Bilal Analista político

As forças anti-Assad acusam as forças pró-governamentais de violações sistemáticas do cessar-fogo.

O anúncio foi divulgado através das redes sociais.

A atual trégua em vigor foi negociada com o apoio da Rússia e da Turquia tendo levado ao fim progressivo dos combates no norte do país, região sobre a qual a Turquia exerce uma influência significativa.

No entanto, em outras regiões do país, imagens colocadas a circular nas redes sociais mostram exemplos de alegadas violações do cessar-fogo em várias localidades, como é o caso de Rastan, uma localidade sob controlo dos rebeldes e situada a norte de Ohms.

A ofensiva das forças afetas ao regime conta com o apoio de combatentes do movimento xiita libanês, Hezbollah, centrando-se numa área situada sob controlo rebelde e situada a cerca de 15 km de Dâmasco.

“Este cessar-fogo está a ser melhor controlado em relação aos anteriores porque é difícil controlar forças armadas. A Turquia, enquanto parte interessada do acordo, exerce uma influência direta sobre os rebeldes”, afirma o analista político Mazen Bilal, um analista afeto ao regime.

No sábado passado, o Conselho de Segurança das Nações Unidas deu o aval ao acordo cujos termos definem a realização de conversações em Astana, a capital do Cazaquistão.