Última hora

Em leitura:

Motim em prisão no Brasil: mais de uma centena de presos ainda em fuga


Brasil

Motim em prisão no Brasil: mais de uma centena de presos ainda em fuga

As autoridades brasileiras estão à procura de mais de uma centena de detidos que continuam a monte na sequência do motim que fez 56 mortos na prisão Anísio Jobim de Manaus.

Com origem numa rixa entre gangues rivais que competem pelo controlo do tráfico de droga, o bando local “Família do Norte” e o grupo de São Paulo conhecido como “Primeiro Comando da Capital”, o motim semeou o pânico no primeiro dia do ano, quando um grande número de familiares visitavam os detidos. Os mortos são todos prisioneiros e há apenas registo de um ferido ligeiro entre os guardas que estiveram retidos como reféns. Trata-se do mais sangrento massacre numa prisão brasileira dos últimos 25 anos.

A proximidade da prisão com a floresta amazónica dificulta as buscas. A eficacidade da operação lançada pelas autoridades foi posta em causa, depois de um homem que se apresentou como um dos fugitivos ter publicado imagens durante a cavala na rede social Facebook.

Os trabalhos de identificação das vítimas estão a ser dificultados pela violência do massacre, já que um grande número de corpos foram encontrados decapitados.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Myanmar

Myanmar: Inquérito interno nega genocídio contra minoria étnica