Última hora

Em leitura:

México: Quatro mortos em protesto contra aumento dos combustíveis


México

México: Quatro mortos em protesto contra aumento dos combustíveis

No México, pelo menos quatro pessoas morreram e 700 indivíduos foram detidos durante os protestos contra o aumento de 20% no preço dos combustíveis. As vítimas mortais são três manifestantes e um polícia
Mais de 300 lojas foram alvos de pilhagem. Os detidos estão acusados de agressão, roubo e vandalismo. Desde o início da semana que têm ocorrido manifestações.

Com estes aumentos, quatro litros de combustível vão passar a custar quase tanto como um dia de trabalho, em salário mínimo, no México: 80 pesos (3,50€). Os analistas dizem que a subida deve servir para cobrir deficiências no orçamento do país.

O Presidente mexicano, Enrique Peña Nieto explica que em todo o mundo o preço do petróleo subiu cerca de 60%, o que fez aumentar o preço internacional da gasolina. Isto tem um grande impacto para o México uma vez que o país importa metade dos combustíveis que consome”.

Este aumento de preço foi anunciado no dia 1 de Janeiro, como inciativa de desregulamentação no setor energético.