Última hora

Em leitura:

Um casamento desfeito à nascença, a prova de Oettinger e a questão de Chipre


A redação de Bruxelas

Um casamento desfeito à nascença, a prova de Oettinger e a questão de Chipre

Muitos chamaram-lhe um “casamento de conveniência”. Beppe Grillo quis deixar o bloco de Nigel Farage no Parlamento Europeu e juntar-se ao grupo dos Liberais. Pode parecer estranho para um líder eurocético juntar-se a um grupo europeísta, mas este casamento poderia gerar uma situação em que todos saíam a ganhar. No entanto, os eurodeputados liberais não viram as coisas assim e a relação acabou antes sequer de ter começado.

Günther Oettinger, o comissário alemão, foi posto à prova por três comités do Parlamento Europeu, quando está prestes a assumir a pasta do orçamento europeu, crucial quando começam a aparecer novos dados relativamente ao Brexit. Os comentários considerados racistas e homofóbicos num jantar com empresários alemães e o recente voo no jato privado de um lobista pró-russo não facilitaram a tarefa.

É uma semana crucial para Chipre. Começaram, em Genebra, conversações para a reunificação da ilha, dividida há 43 anos. O presidente chipriota Nicos Anastasiades e o líder cipriota turco Mustafa Akinci já estão na sede da ONU em Genebra para tentar encontrar um compromisso numa série de temas em aberto, como a segurança, a economia, a governação ou as garantias. Os peritos não acreditam que haja um grande avanço. Começa na terça-feira ma reunião multipartida entre a Grécia, a Turquia, o Reino Unido e a União Europeia. Qualquer acordo vai ter de ter a luz verde da ONU e ser submetido a referendo em ambos os lados da ilha.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

A redação de Bruxelas

Grillo e Verhovstadt, uma aliança improvável