Última hora

Em leitura:

Coreia do Sul: Herdeiro da Samsung considerado suspeito em escândalo de corrupção


Coreia do Sul

Coreia do Sul: Herdeiro da Samsung considerado suspeito em escândalo de corrupção

Na Coreia do Sul, o herdeiro da Samsung Lee Jae-Yong foi considerado suspeito na investigação ao escândalo de corrupção que envolve a Presidente destituída, Park Geun-Hye. A informação foi avançada esta quarta-feira pelo Ministério Público do país. Lee Jae-Yong, vai ser interrogado na qualidade de “suspeito” com relação a subornos, segundo o Ministério Público. Yong é vice-presidente da Samsung Electronics e filho do presidente do Samsung Group, Lee Kun-Hee.

Recorde-se que este caso tem como figura central Choi Soon-Sil, amiga de Park Geun-Hye, que é acusada de usar a relação com a Presidente para coagir grandes empresas a “doar” milhões de dólares a duas fundações sem fins lucrativos. A Samsung foi o maior doador destas fundações.

Os responsáveis pela gigante tecnológica garantem que, apesar de terem sido coagidos a doar dinheiro, nunca pediram nada em troca. Ou seja, as doações não seriam subornos.

O Ministério Público investiga se a Samsung subornou Choi para conseguir a aprovação estatal de uma fusão, entre a Cheil Industries e a Samsung C&T, em 2015.

Na sequência deste escândalo, Park Geun-Hye foi destituída pelo parlamento em dezembro, mas continua a negar qualquer má conduta. O Tribunal Constitucional está a analisar agora a validade do afastamento da Presidente.

Obama despede-se dizendo que EUA estão "melhores e mais fortes" do que quando chegou ao poder

EUA

Obama despede-se dizendo que EUA estão "melhores e mais fortes" do que quando chegou ao poder