Última hora

Em leitura:

Ban Ki-Moon diz que está para breve a decisão sobre futuro político


Coreia do Sul

Ban Ki-Moon diz que está para breve a decisão sobre futuro político

Ban Ki-Moon regressou, esta quinta-feira, para a Coreia do Sul e afirmou que está para breve uma decisão sobre o seu futuro político.

O nome do antigo secretário-geral das Nações Unidas é avançado como um dos mais consensuais para concorrer nas próximas eleições presidenciais antecipadas, depois do Parlamento do país ter aprovado a destituição da presidente Park Geun-hye.

“Estou pronto para queimar o meu corpo em devoção para unir um país dividido e transformar, novamente, a Coreia do Sul num país de primeira classe. Com uma atitude humilde, tomarei uma decisão altruísta e não vai demorar muito para que a decisão chegue”, afirmou o antigo secretário-geral da ONU.

A possível candidatura vê-se agora assombrada depois das autoridades federais norte-americanas terem acusado o irmão mais novo e um sobrinho de Ban Ki-Moon, por alegada tentativa de suborno de um funcionário de um país do Médio Oriente num negócio imobiliário, avaliado em 800 milhões de dólares.

Em 2013, Ban Ki-sang, irmão de Ban Ki-moon, executivo da empresa sul-coreana Keangnam tinha como objetivo vender o edifício Landmark 72, em Hanói, no Vietname, para solucionar problemas de contabilidade da firma.

Para executar o negócio, Ban Ki-sang contratou o filho, Joo Hyun Bahn, sobrinho do ex-secretário-geral das Nações Unidas, e que trabalhava como mediador financeiro em Nova Iorque.

Com: Reuters; Lusa

Síria: Várias explosões atingem aeroporto militar de de Damasco

Síria

Síria: Várias explosões atingem aeroporto militar de de Damasco