Última hora

Em leitura:

Chipre: Ainda sem solução para acabar com a divisão da ilha


Suíça

Chipre: Ainda sem solução para acabar com a divisão da ilha

Terminaram sem acordo as conversações para colocar fim à divisão da ilha de Chipre.

Os representantes da Turquia, Grécia, Reino Unido e das duas delegações cipriotas, em Genebra, na Suíça, concordaram voltar a reunir-se a 18 de janeiro.

A ilha foi dividida em 1974, aquando da invasão turca, em resposta a uma tentativa de golpe de Estado que tinha como objetivo a anexação do Chipre à Grécia.

Segundo o ministro turco dos Negócios Estrangeiros, “há, ainda, assuntos muito importantes que não estão resolvidos ou fechados.” Mevlut Cavusoglu afirmou não ter olhado com “com más intenções para a falta de preparação da Grécia e para pedido de mudança de data. Eles disseram que não estão prontos e que têm que discutir entre si” por isso, a Turquia apresentou uma nova data mas não a solicitada pela Grécia, que consideram “tardia” e por isso insistiram numa data anterior à pedida pela Grécia.

O chefe da diplomacia grega afirmou que a reunião foi positiva e que é necessário encontrar uma solução para a segurança, na ilha, e isso só será possível com a saída dos militares turcos.

“Poderíamos concordar com a criação de um grupo internacional que, sob a égide do Conselho de Segurança das Nações Unidas, observaria como serão implementadas as decisões É óbvio que o nosso lado não quer direitos de interferência e quer que os militares abandonem a ilha”, afirmou Nikos Kotzias.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou estar confiante de que os intervenientes estão dispostos a reunir esforços para encontrar uma solução para um problema que dura há quase meio século.

Com: Reuters; AFP

Ban Ki-Moon diz que está para breve a decisão sobre futuro político

Coreia do Sul

Ban Ki-Moon diz que está para breve a decisão sobre futuro político