Última hora

Última hora

Síria: Explosões em Damasco colocam em risco cessar-fogo

O cessar-fogo, em vigor na Síria desde 30 de dezembro e patrocinado pela Rússia, Turquia e Irão, está cada vez mais fragilizado.

Em leitura:

Síria: Explosões em Damasco colocam em risco cessar-fogo

Tamanho do texto Aa Aa

O cessar-fogo, em vigor na Síria desde 30 de dezembro e patrocinado pela Rússia, Turquia e Irão, está cada vez mais fragilizado.

A capital, Damasco, foi abalada nas últimas horas por várias explosões.

Esta madrugada, o Comando do Exército sírio acusou Israel de ter disparado morteiros contra a base militar de Mezzah e avisou Telavive que haverá retaliações.

Esta não terá sido a primeira vez que as forças israelitas realizaram ataques em território sírio.

Telavive nunca confirmou ou negou.

As explosões na base militar de Mezzah, ocorreram horas após um bombista suicida se ter feito explodir no bairro de Kafr Sousa fazendo, pelo menos, 8 mortos.

Um balanço que pode aumentar pois, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, várias pessoas ficaram gravemente feridas e muitas estão ainda desaparecidos.

O futuro da Síria será discutido a 23 de janeiro em Astana, no Cazaquistão.

A reunião para se encontrar um acordo de paz é promovida pela Rússia, Turquia e Irão. Esta quinta-feira, Ancara anunciou que também os Estados Unidos da América foram convidados a participar.

Com: AFP; Reuters