Última hora

Em leitura:

Brexit: Eurodeputados eurocéticos aplaudem saída do Mercado Único


A redação de Bruxelas

Brexit: Eurodeputados eurocéticos aplaudem saída do Mercado Único

Não foi só de votações que foi feito o dia dos eurodeputados em Estraburgo: ainda tiveram tempo para ouvir o discurso de Theresa May sobre o Brexit.
A primeira ministra britânica anunciou uma versão mais “dura” da saída do Reino Unido da União, com o abandono do Mercado Único mas com vontade de chegar a um acordo de livre comércio com o bloco europeu.

Elmar Brok, eurodeputado alemão de centro direita, acredita que “vai ser complicado organizar o período de transição: depois da saída e antes de fechar um novo acordo. Será um período de 3, 4 ou 5 anos em que ainda não haverá acordo e que o Reino Unido já não fará parte da União”.

Para os eurodeputados do UKIP, partido britânico defensor do Brexit, o discurso de Theresa May foi muito positivo e esta saída mais “dura” só traz benefícios. Gerard Batten lembra que “o Reino Unido teve vagas massivas de imigração desde que entrou na União Europeia, sobretudo nos últimos anos. E nós não conseguimos absorver tantas pessoas, isso tem de parar e sair do Mercado Único vai ajudar-nos nessa tarefa”.

Aliás, Theresa May anunciou mesmo que pretende avançar com o que chamou de “controlo da imigração vinda da União Europeia”.