Última hora

Em leitura:

Venezuela: Novas notas entraram em circulação


Venezuela

Venezuela: Novas notas entraram em circulação

Os venezuelanos têm finalmente nas mãos as novas notas prometidas pelo presidente Nicolás Maduro. O sucessor de Hugo Chávez anunciou a 15 de dezembro a retirada das notas de 100 bolívares, até então a mais alta em circulação, e a criação de novas notas, dos 500 aos 20 mil bolívares. O objetivo é enfrentar uma inflação que, de acordo com dados não-oficiais, terá sido de 700 por cento no ano passado.

Nas ruas há quem discorde da medida porque “ao se colocar mais dinheiro em circulação está-se a atrair mais inflação e que a situação económica se vai degradar” – afirma Gustavo Castillo, residente em Caracas.

As notas colocadas a circular na segunda-feira eram poucas para satisfazer a procura. O presidente Maduro acabou por prolongar o período de circulação das notas de 100 bolívares até 20 de fevereiro quando, em dezembro, manifestou a intenção de as retirar em três dias.

Uma nota de 500 bolívares vale cerca de 14 cêntimos de dólar no mercado negro, de acordo com o site venezuelano dollartoday.com.-feira eram poucas para satisfazer a procura. O presidente Maduro acabou por prolongar o período de circulação das notas de 100 bolívares até 20 de fevereiro quando, em dezembro, manifestou a intenção de as retirar em três dias.

Uma nota de 500 bolívares vale cerca de 14 cêntimos de dólar no mercado negro, de acordo com o site venezuelano dollartoday.com.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

EUA

Oito feridos em desfile do aniversário de Martin Luther King