Última hora

Em leitura:

"Dieselgate": Ex-patrão da VW afirma que não estava ao corrente da fraude


Alemanha

"Dieselgate": Ex-patrão da VW afirma que não estava ao corrente da fraude

O ex-presidente do Conselho de Administração da Volkswagen rejeitou esta quinta-feira ter tido conhecimento do chamado “Dieselgate” antes da revelação do escândalo.

Interrogado por uma comissão de inquérito do parlamento alemão, Martin Winterkorn, reafirmou que apenas um punhado de pessoas estaria ao corrente da fraude ao nível das emissões poluentes dos veículos a gasóleo da Volkswagen.

A audição ocorre num momento em que vários investidores reclamam mais de 8,8 mil milhões de euros de compensações por perdas financeiras.

Em paralelo, a Volkswagen comprometeu-se a pagar mais de 22 mil milhões de euros de indemnizações aos clientes lesados nos Estados Unidos.

As autoridades norte-americanas acusam a antiga direção de ter tido conhecimento da fraude meses antes da revelação do escândalo.

Segundo um antigo responsável visado pela justiça, a direção teria optado por ocultar a situação.

Depois de interrogar o ministro da Economia, a comissão de inquérito deverá ouvir a chanceler Angela Merkel no dia 8 de março.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Bulgária

Presidente pró-russo toma posse na Bulgária