Última hora

Última hora

"Construa pontes, não muros": a mensagem da Europa para Trump

Tal como em Washington, várias cidades europeias foram palco de manifestações contra o novo Presidente dos Estados Unidos.

Em leitura:

"Construa pontes, não muros": a mensagem da Europa para Trump

Tamanho do texto Aa Aa

Tal como em Washington, várias cidades europeias foram palco de manifestações contra o novo Presidente dos Estados Unidos. Mas, no velho continente, não houve registo de incidentes nas concentrações, que foram pouco concorridas.

Em Bruxelas, um grupo feminista reuniu-se na Place de la Monnaie e expressou preocupações que vão além da simples chegada de Trump à Casa Branca.

Uma manifestante afirma que “os direitos que foram adquiridos ao longo de anos de luta” das gerações precedentes “estão agora a ser atacados”. A cidadã, que trabalha numa organização da sociedade civil, considera que o “espaço” e a “vontade” das pessoas de “participar” na sociedade estão a “reduzir-se” e teme que, no futuro, já não possa manifestar-se nas ruas.

Na capital da Alemanha, junto ao memorial do Muro de Berlim, os manifestantes empunharam cartazes para dizer a Trump: “Senhor Presidente, os muros dividem, construa pontes”.

“Construa pontes, não muros”, foi também o que se pediu a Donald Trump numa concentração na Tower Bridge, em Londres.

Uma mensagem que se repetiu em centenas de pontes no Reino Unido e um pouco por todo o mundo.

Na capital britânica, os protestos prolongaram-se noite dentro junto à embaixada dos Estados Unidos.