Última hora

Em leitura:

O adeus de Barack Obama


EUA

O adeus de Barack Obama

A chegada de Donald Trump ao poder promete grandes mudanças não só nos Estados Unidos, mas um pouco por todo o mundo. A diferença para o seu antecessor é gritante a todos os níveis… político, ideológico e sobretudo em termos de estilo.

Um lugar na história, ninguém lhe tira mas para Barack Obama chegou o momento de dizer adeus àquela que foi a sua casa durante oito anos.

Os seus planos para o imediato são simples: passar algum tempo sossegado com a família. Antes ainda teve tempo para se despedir dos seus apoiantes na base aérea de Andrews:

“Quando começámos esta viagem, fizemo-lo com uma fé inabalável no povo americano, na sua capacidade de se unir para mudar o país para que os nossos filhos e netos tivessem uma vida melhor. A mudança não aconteceu a partir do topo, mas sim a partir de baixo. Por vezes foi encarada com ceticismo e dúvida, alguns não acreditavam com conseguíssemos, outros julgavam que as instituições de poder e privilégio neste país eram demasiado rígidas. Mas vocês mobilizaram-se, em pequenas e em grandes cidades, alguns bastante jovens, decidiram acreditar e fizeram campanha porta a porta, falaram com os vossos pais, que em certos casos nem sabiam como pronunciar Barack Obama.”

Bem menos glamorosa foi a despedida de Joe Biden. Depois de oito anos de fiel serviço na Casa Branca, o antigo vice-presidente limitou-se a apanhar o comboio.

Itália: as questões que se levantam após a avalanche e sismos

Itália

Itália: as questões que se levantam após a avalanche e sismos