Última hora

Última hora

A nova comida espacial para os astronautas da Estação Internacional

Em leitura:

A nova comida espacial para os astronautas da Estação Internacional

Tamanho do texto Aa Aa

Se há uma coisa de que os astronautas da Estação Espacial Internacional se podem queixar é da comida.

Se há uma coisa de que os astronautas da Estação Espacial Internacional se podem queixar é da comida. Na maioria dos casos, as refeições liofilizadas têm pouco sabor. Uma equipa liderada pelo chefe francês Alain Ducasse colabora com a Agência Espacial Francesa desde 2004, num projeto intitulado “Comida espacial”.

Point of view

Devido à microgravidade, as moléculas olfativas não chegam às mucosas nasais da mesma forma e por isso há uma forte diminuição dos sabores.

“Somos obrigados a ter em conta todos os aspetos científicos do espaço e cozer a comida o mais possível para reduzir o nível de humidade ao mínimo”, disse Jerome Lacressonniere, um dos cozinheiros franceses envolvidos no projeto.

“Devido à microgravidade, as moléculas olfativas não chegam às mucosas nasais da mesma forma e por isso há uma forte diminuição dos sabores. Os pratos que vão para o espaço têm de ser bem temperados”, contou a nutricionista Corrine Dubel, especialista em comida espacial.

“As necessidades nutricionais são mais elevadas durante os voos espaciais. Por exemplo, um homem de setenta quilos são precisas 2800 calorias com uma proporção mais elevada de proteínas do que é aconselhado para quem está na terra. As proteínas constituem 20 por cento da energia total, os lípidos representam 30 por cento e os glúcidos são o verdadeiro carburante do corpo e constituem 50 por cento do total das calorias necessárias no espaço”, explicou a nutricionista.

O chefe Jerome Lacressonniere preparou treze pratos para o astronauta francês Thomas Pesquet incluindo pato confitado, lagosta e quinoa.

“Como os sabores na terra e no espaço são diferentes não salgamos este prato. É a alga marinha que vai salgar o prato. Sabemos que durante a esterelização, o sal é reforçado e por isso não colocamos sal nesta fase”, explicou o cozinheiro francês.

Os cozinheiros devem evitar produtos que possam causar reações alérgicas ou outros problemas, mas em datas especiais, como os aniversários, tentam preparar pratos mais sofisticados.

“Há várias receitas que são muito apreciadas pelos astronautas. Em geral, eles são gulosos, eles gostam muito de certas sobremesas como bolo de chocolate que eles pedem muito. Há pratos para os dias de festa como as vieiras e a lagosta que são muito apreciadas. Para eles, é uma refeição excecional para comer no espaço”, afirmou Quentin Vicas, gestor do projeto “Comida Espacial”.