Última hora

O presidente norte-americano assinou esta quarta-feira o decreto para lançar o projeto de construção de um muro ao longo da fronteira com o México. É uma das promessas mais antigas de Donald Trump, que não parou de o repetir ao longo da campanha.

“Uma nação sem fronteiras não é uma nação. A partir de hoje, os Estados Unidos retomam o controlo das fronteiras. Acabo de assinar dois decretos que nos vão fazer poupar milhares de vidas, milhões de empregos e vários milhares de milhões de dólares”, disse o presidente. Para justificar a medida, Trump insiste na ligação entre imigração ilegal e criminalidade: “Temos aqui connosco pais cujos filhos foram horrivelmente assassinados por indivíduos que vivem aqui de forma ilegal. Falam muito de como as leis sobre a imigração separam famílias de imigrantes ilegais, mas ninguém fala sobre as famílias americanas que ficaram para sempre separadas dos seus entes queridos”.

O decreto, assinado numa cerimónia no Departamento de Segurança Nacional (Department of Homeland Security, DHS), prevê a afetação de fundos federais a este projeto. O custo não foi revelado, mas Trump insistiu que o valor será reembolsado pelo México, o que o presidente Enrique Peña Nieto continua a negar. Os dois presidentes devem encontrar-se na próxima semana.

ALL VIEWS

Clique para descobrir