Última hora

Em leitura:

Sérvia e Kosovo prometem regressar ao diálogo


A redação de Bruxelas

Sérvia e Kosovo prometem regressar ao diálogo

Os líderes da Sérvia e do Kosovo prometeram à União Europeia regressar a um diálogo mais produtivo, reduzindo as tensões das últimas semanas.

Os Presidentes destes dois países dos Balcãs, que aspiram a entrar no bloco comunitário, reuniram-se, terça-feira à noite, em Bruxelas, com a chefe da diplomacia europeia, que apelou a uma atmosfera mais construtiva.

Em conferência de imprensa, Federica Mogherini disse esperar que “nas próximas horas e dias possamos garantir que todos fazem menos críticas uns sobre os outros e que se envolvem mais na resolução concreta dos problemas que ainda estão sobre a mesa”.

As tensões aumentaram em meados de janeiro, em Mitrovica, cidade do norte do Kosovo onde vive uma minoria sérvia.

Era o destino final de um comboio de passageiros que partiu da Sérvia com a inscrição “O Kosovo é a Sérvia”.

As autoridades kosovares enviaram um reforço policial e criaram uma barreira para impedir a entrada do comboio, que acabaria por se deter junto à fronteira.

Ex-província sérvia de 1,8 milhões de habitantes, maioritariamente de etnia albanesa, o Kosovo proclamou a independência da Sérvia em 2008, levando a uma guerra que causou 13 mil mortos.

Até hoje, a Sérvia não reconhece a independência do Kosovo, tal como a Rússia, a China ou Índia; mas os Estados Unidos e a maioria dos países da União Europeia aceitam que é um país soberano.