Suspeitos de violação em direto no Facebook ficam detidos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Suspeitos de violação em direto no Facebook ficam detidos

<p>Os três alegados autores de uma violação na Suécia transmitida em direto num grupo fechado Facebook vão permanecer detidos.</p> <p>A decisão é do tribunal de instrução criminal de Uppsala, distrito onde o crime terá acontecido no domingo. Os suspeitos são dois afegãos de 18 anos e um 20, autores da violação, e um sueco de 24, que terá alegadamente ocultado os factos.</p> <p>O advogado de defesa alega inocência.</p> <p>“A Polícia tem muito em que trabalhar e as provas poderão inocentar os meus clientes. Não estou preocupado com as revelações do vídeo. Pelo contrário, as sequências vão talvez mostrar o que de facto se passou”, diz Christer Söderberg.</p> <p>As autoridades não têm o vídeo completo, apenas fotos. Apelaram a quem tenha que entregue uma cópia e já foi feito um requerimento à rede social em que foi transmitido. </p> <p>“Como já pode ver na imprensa, o Facebook afirma querer colaborar mas que a sede é nos Estados Unidos. Por isso pedimos ajudar legal internacional”, explica Pontus Melander.</p> <p>Foram os utilizadores online que denunciaram a alegada violação e as autoridades procederam de imediato à detenção do grupo. A alegada vítima tem 30.</p>