Última hora

Em leitura:

Suspeitos de violação em direto no Facebook ficam detidos


Suécia

Suspeitos de violação em direto no Facebook ficam detidos

Os três alegados autores de uma violação na Suécia transmitida em direto num grupo fechado Facebook vão permanecer detidos.

A decisão é do tribunal de instrução criminal de Uppsala, distrito onde o crime terá acontecido no domingo. Os suspeitos são dois afegãos de 18 anos e um 20, autores da violação, e um sueco de 24, que terá alegadamente ocultado os factos.

O advogado de defesa alega inocência.

“A Polícia tem muito em que trabalhar e as provas poderão inocentar os meus clientes. Não estou preocupado com as revelações do vídeo. Pelo contrário, as sequências vão talvez mostrar o que de facto se passou”, diz Christer Söderberg.

As autoridades não têm o vídeo completo, apenas fotos. Apelaram a quem tenha que entregue uma cópia e já foi feito um requerimento à rede social em que foi transmitido.

“Como já pode ver na imprensa, o Facebook afirma querer colaborar mas que a sede é nos Estados Unidos. Por isso pedimos ajudar legal internacional”, explica Pontus Melander.

Foram os utilizadores online que denunciaram a alegada violação e as autoridades procederam de imediato à detenção do grupo. A alegada vítima tem 30.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

EUA

Trump avança com o muro