Última hora

Última hora

RBS: A pesada herança das "subprimes"

Oito anos depois, o Royal Bank of Scotland (RBS) ainda sofre os efeitos da crise dos créditos hipotecários tóxicos nos Estados Unidos.

Em leitura:

RBS: A pesada herança das "subprimes"

Tamanho do texto Aa Aa

Oito anos depois, o Royal Bank of Scotland (RBS) ainda sofre os efeitos da crise dos créditos hipotecários tóxicos nos Estados Unidos.

O banco britânico revela que, no quarto trimestre fiscal, vai fazer provisões de 3,1 mil milhões de libras, o equivalente a 3,6 mil milhões de euros, para cobrir custos dos processos nos Estados Unidos, relativos à venda de “subprimes”. No total, as provisões do RBS ascendem a 6,7 mil milhões de libras (7,8 mil milhões de euros), mas o banco não exclui que a fatura seja ainda maior.

O RBS caminha para o nono ano consecutivo de prejuízos, enquanto o governo britânico continua a deter 70% do capital, após o resgate de 2008. Na altura, Londres injetou 45,5 mil milhões de libras e a situação do RBS ainda não permitiu a recuperação do dinheiro dos contribuintes.