Última hora

Última hora

Atores mexicanos face ao "muro" de Trump: rir é o melhor remédio

Em leitura:

Atores mexicanos face ao "muro" de Trump: rir é o melhor remédio

Tamanho do texto Aa Aa

A comédia mexicana “Un padre no tan padre” é um sucesso de bilheteiras no México e chega agora às salas de cinema norte-americanas.

A comédia mexicana “Un padre no tan padre” é um sucesso de bilheteiras no México e chega agora às salas de cinema norte-americanas. Face ao peso de Hollywood é raro um filme mexicano chegar ao mercado do país vizinho e a decisão de Donald Trump de construir um muro entre os dois países não ajuda.

Durante a promoção do filme, o elenco de “Un padre no tan padre” comentou o atual clima político.

“Já sabíamos que Trump iria fazer algo porque o tema do muro foi muito importante na campanha, desde o início. Muitas pessoas decidiram apoiá-lo, por isso, era óbvio que chegado o momento, ele tomasse a decisão de fazer o muro ou algo do género. Eu sou mexicana e a história do muro parece-me uma piada. Perante este cenário, penso que o mais importante, neste momento, é a união dos latinos”, disse a atriz mexicana Jacqueline Bracamontes.

A comédia realizada por Raúl Martínez gira em torno de um patriarca mexicano expulso de um lar. Testa-lhe ir para a casa do filho que vive em comunidade com outros pessoas, um estilo de vida que o octogenário reprova.

“Os latinos sabem rir, possuem esse mecanismo eterno de defesa que é o riso. Nós temos de lidar com a situação atual com um grande sorriso e esperar que a razão venha ao de cima”, disse o ator Héctor Bonilla.

“Uma das mensagens mais importantes do filme é a ideia de que podemos aprender uns com os outros e de que é importante manter o coração e o espírito abertos para aprender”, considerou o ator Benny Ibarra.

“Un Padre No Tan Padre” chega esta semana às salas de cinema norte-americanas.