Última hora

Última hora

Muro da polémica: EUA e México procuram reduzir tensão

O México e os Estados Unidos tentam reduzir a tensão dos últimos dias, suscitada pelas declarações do Presidente Donald Trump.

Em leitura:

Muro da polémica: EUA e México procuram reduzir tensão

Tamanho do texto Aa Aa

O México e os Estados Unidos tentam reduzir a tensão dos últimos dias, suscitada pelas declarações do Presidente Donald Trump.

Trump e o seu homólogo mexicano, Enrique Peña Nieto, falaram na sexta-feira ao telefone durante uma hora. Os dois presidentes acordaram em não falar publicamente sobre o muro na fronteira entre os dois países e conversaram sobre o fortalecimento das relações bilaterais, sobre o défice comercial dos EUA com o México e sobre o combate ao tráfico de drogas e armas.

Entretanto, o bilionário mexicano Carlos Slim ofereceu-se para ajudar o governo a negociar com Trump.

“Eu não penso em termos de catástrofe. Em linguagem cinematográfica diria que Trump não é o exterminador, ele é um negociador”, disse Slim, pedindo a todos os políticos mexicanos que se unam em apoio ao presidente Peña Nieto.

Donald Trump quer que seja o México a pagar os cerca de 15 mil milhões de dolares que poderá custar a construção do muro de três mil quilómetros e acusa o México de lucrar nos negócios com os Estados Unidos, evocando um défice comercial com o México de 60 mil milhões de dólares.

Na quinta-feira, Peña Nieto cancelou uma visita a Washington, depois de Trump ter repetido que o México terá de pagar pela construção de um muro na fronteira, uma das estratégias anunciadas pelo novo presidente dos Estados Unidos para combater o crime, o tráfico de drogas e a imigração provenientes do país vizinho.

Em Agosto, Donald Trump encontrou-se com Peña Nieto no México.