Última hora

Em leitura:

Portugal e Brasil ajudam Chile a controlar incêndios mortíferos


Chile

Portugal e Brasil ajudam Chile a controlar incêndios mortíferos

A mobilização internacional de países como Portugal, Brasil, Espanha ou França está a ajudar o Chile a controlar os incêndios que têm vindo a arrasar o país na última semana. Dos 120 focos de incêndio registados, no domingo restavam apenas 58 a ser combatidos.

Ainda assim surgiram dois novos focos na zona de Portazuelos, 400 quilómetros a sul de Santiago, na região de Bío-Bío.

A presidente chilena agradeceu a ajuda internacional e denunciou a mão criminosa na origem de alguns dos incêndios a lavrar no centro do país.

Michelle Bachelet revelou mesmo a detenção de pelo menos 43 pessoas por suspeitas de ligação a pelo menos 38 focos de incêndio quer afetam sete regiões do centro e do sul do Chile. As penas por fogo posto podem ir até 20 anos de prisão.

Alguns dos fogos terão, no entanto, origem em atos de negligência, mas Bachelete sublinha a investigação em curso e promete apurar todas as responsabilidades.

O forte vento, as altas temperaturas e uma seca de oito anos que afeta algumas das zonas atingidas fazem igualmente parte das causas de alguns destes incêndios.

A Presidente do Chile revelou haver um contingente de 9000 pessoas, repartidas entre bombeiros e militares, a combater as chamas, com o apoio áereo de helicópteros e aviões.

Há mais de 400 mil hectares afetados por esta onde de incêndios no Chile, mais de um milhar de casas ardidas, 11 mortos e cerca de 3000 deslocados.

 

Portugal enviou 52 operacionais da ANPC para o Chile

O Governo português mobilizou um contingente de 52 operacionais da Força Especial de Bombeiros da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) para viajarem para o Chile e ajudar, com meios terrestres, o combate aos cerca de 120 incêndios registados naquele país sul-americano.

O contingente português viajou sexta-feira, tal como os grupos de apoio oriundos de Espanha e França. Na fotografia que abre este artigo vê-se um dos elementos da equipa de bombeiros portuguesa a combater as chamas na região chilena de San Javier.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

mundo

Trump não recua: Ordens contra imigração permanecem em vigor