Última hora

Em leitura:

Acordo para reconstruir Líbia e travar migração


Itália

Acordo para reconstruir Líbia e travar migração

Reconstruir a Líbia para travar o fluxo migratório. É esse o objetivo do memorando de entendimento assinado em Roma entre o primeiro-ministro italiano Paolo Gentiloni e o homólogo líbio, Fayez Serraj.

O acordo necessita do empenhamento económico do bloco europeu.

“É um acordo que reforça a cooperação entre a Itália e a Líbia em muitas áreas. Há necessidade de desenvolvimento, estabilidade, reconstrução e renascimento da unidade. Por outro lado, o acordo coloca todo o empenho da Itália no apoio à Líbia”, declarou Gentiloni.

Um acordo que chega em boa hora, já que esta sexta-feira decorre em Malta uma cimeira de chefes de Estado e de governo da União Europeia em que um dos tópicos é, precisamente, encontrar maneiras de travar o fluxo migratório a partir do mediterrâneo.

No ano passado mais de 180 mil pessoas chegaram as costas italianas, um número recorde. 4500 migrantes perderam a vida na travessia.