Última hora

Em leitura:

Hungria-Rússia: Putin encontra-se com o maior aliado da UE


Hungria

Hungria-Rússia: Putin encontra-se com o maior aliado da UE

Orban e Putin velhos amigos, a Rússia e a Hungria estão a conseguir proteger os laços apesar daquilo que os dois consideram ser a política antirussa da União Europeia.

Na receção a Vladimir Putin em Budapeste, o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban previu que as recentes mudanças no mundo vão trazer uma rápida melhoria das relações entre a UE e Moscovo e deixa uma mensagem aos líderes europeus sobre as sanções.

“A Hungria mantém o ponto de vista de que de um problema não-económico não pode ser lidado com ferramentas económicas e não é correto levar certas áreas de conflito – uma área de conflito não económica – para a área económica, porque todos vão perder”, explicou.

Orban referiu que o seu país perdeu cerca de 6 mil milhões de euros com sanções.

Putin, tal como o chefe de governo húngaro, aposta no reforço da cooperação, em especial no domínio energético.

“Um projeto muito importante que está a ser levado a cabo pela Gazprom é a central nuclear de Paks. O custo do projeto é de 12 mil milhões de euros. Esta central já está em funcionamento e produz cerca e 40 por cento das necessidades energéticas da Hungria”, declarou Putin que afirmou estar disposto a financiar a infraestrutura na totalidade.

Rússia vai financiar a construção dos dois novos reatores nucleares em 80 por cento. A Hungria espera que o projeto comece a ser implementado já em 2018, depois da necessária luz verde de Bruxelas.