Última hora

Em leitura:

Hungria: Visita de Vladimir Putin gera protestos


Hungria

Hungria: Visita de Vladimir Putin gera protestos

Centenas de pessoas manifestaram-se, esta quinta-feira, em Budapeste contra a visita de Vladimir Putin à Hungria.

O protesto foi organizado por alguns partidos da oposição que acusam o primeiro-ministro húngaro, Victor Órban, de aprender com o presidente russo técnicas de governação antidemocrática.

Os manifestantes querem que a Hungria se integre mais na União Europeia.

“Não creio que a Hungria se deva abrir ao Oriente, a um país onde a democracia não funciona. Em vez disso, devemos ir ao encontro da democracia, mas não estamos a fazer isso agora”, afirmou uma húngara.

Na multidão, protestaram também alguns ucranianos que, envergando as bandeiras do país, acusaram Vladimir Putin de ser um terrorista.

“Penso que Putin não tem lugar na Europa. Ele é o terrorista Número 1. Ele entrou em guerra com a Ucrânia e matou muitas pessoas”, acusou uma ucraniana.

Segundo a correspondente da euronews em Budapeste, Andrea Hajagos, “a manifestação foi planeada para decorrer em frente ao Parlamento para que Vladimir Putin os pudesse ouvir. No entanto, as ruas foram fechadas e a multidão não conseguiu ir além deste local, a cerca de 700 metros do edifício do Parlamento.”

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Turquia

Angela Merkel preocupada com a liberdade de expressão na Turquia