Última hora

Em leitura:

Presidenciais francesas: Escandâlos levam a alterações nas sondagens


França

Presidenciais francesas: Escandâlos levam a alterações nas sondagens

O candidato presidencial francês François Fillon não recua apesar do escândalo do posto de “fictício” da mulher e das últimas sondagens de opinião. O político alega que se trata de uma trama socialista que descreve como sendo um “golpe de estado institucional”.

Os meios de comunicação nacionais e internacionais continuam a especular sobre as revelações que envolvem a mulher e agora os filhos de Fillon. As melhores hipóteses de Fillon podem ter saído prejudicadas e as últimas sondagens de opinião dizem que o candidato não passa à segunda volta.

Por outro lado, a rival de extrema-direita e líder da Frente Nacional, Marine Le Pen, está em ascensão. Há outro nome que surge com a diminuição da popularidade de Fillon: o candidato Emmanuel Macron é agora visto como um candidato provável. As ideias do candidato independente assentam em reformas económicas e sociais, segurança e igualdade de oportunidades.

Os socialistas e o candidato presidencial Benoit Hamon negaram estar no centro de qualquer trama relativa a François Fillon, para o impedir de chegar ao Eliseu.

Maior onda de protestos na Roménia desde revolução de 1989

Roménia

Maior onda de protestos na Roménia desde revolução de 1989