Última hora

Última hora

Protestos continuam nas ruas de Bucareste

Na Roménia, e como se previa, a retirada do decreto, que descriminalizava crimes de corrupção, não acalmou as hostes.

Em leitura:

Protestos continuam nas ruas de Bucareste

Tamanho do texto Aa Aa

Na Roménia, e como se previa, a retirada do decreto, que descriminalizava crimes de corrupção, não acalmou as hostes. Mais uma vez os romenos saíram às ruas para protestar contra o governo e exigir a sua demissão.

Cerca de 100 mil pessoas, reunidas no centro de Bucareste, próximo da sede do governo, para mostrar que continuam a não confiar no recém-empossado governo.

Estes são os maiores protestos no país desde a queda do comunismo e a de Nicolae Ceausescu, em 1989.

A indignação, contra o decreto sobre corrupção, fez mesmo sair para as ruas o Presidente do país. O texto, aprovado sem consultar o Parlamento, descriminalizava casos de corrupção cuja soma envolvida não ultrapassasse os 44.000 euros.

O Primeiro-ministro já prometeu “discussões abertas a todos os partidos e à sociedade civil. Deve também reunir-se com o ministro da justiça para decidir se este permanece no cargo.