Última hora

Última hora

Grupo Estado Islâmico está cercado em al-Aba

De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, sedeado em Londres mas com fontes no terreno, o grupo Estado Islâmico está cercado, em al-Abab.

Em leitura:

Grupo Estado Islâmico está cercado em al-Aba

Tamanho do texto Aa Aa

De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, sedeado em Londres mas com fontes no terreno, o grupo Estado Islâmico está cercado, em al-Abab.

A mesma fonte esclarece que os militares do regime se encontram a sul da cidade que, administrativamente, faz parte da província de Alepo, enquanto as forças turcas e os grupos da oposição ocupam posições em todas as outras frentes.

Este cerco acontece, depois das forças de Damasco, e de uma milícia aliada, assumirem posições na única estrada que liga al-Bab e Raqa, o último bastião dos extremistas.

A situação financeira dos jihadistas já viu melhores dias. Um relatório da ONU alerta para o facto de que podem aumentar os raptos de jornalistas e de funcionários de ONG’s.

Esta segunda-feira, em Astana, a capital do Cazaquistão, discutiu-se a implementação do acordo de cessar-fogo na Síria mas sem conclusões. As agências de notícias russas, citando um negociador de Moscovo, escrevem que ficou agendado novo encontro, ainda este mês.

Na agenda do encontro, onde participaram representantes da Rússia, Turquia, Irão e Nações Unidas, estava a revisão da implementação do cessar-fogo e a discussão da proposta da oposição armada síria sobre a matéria.

Sobre o fim das hostilidades não há acordo já que o cessar-fogo, implementado em dezembro, tem sido violado, constantemente, com as partes a acusarem-se, mutuamente, pela situação.