Última hora

Em leitura:

O sonho de um refugiado sírio transformado em pesadelo


Alemanha

O sonho de um refugiado sírio transformado em pesadelo

Um tribunal alemão começou a julgar o caso de um refugiado sírio que está a processar o Facebook depois da rede social se recusar a remover todas as publicações que o ligam a crimes e ataques terroristas que não cometeu.

Anas Modamani chegou à Alemanha vindo de Damasco e quando a chanceler alemã andou a visitar abrigos para refugiados tirou uma fotografia com ela, em 2015. Essa imagem foi trabalhada, por diversas vezes, e o jovem refugiado acabou por percorrer as redes sociais como se de um extremista se tratasse:

“Eles dizem que eu sou um terrorista, isso não é verdade, vivo em Berlim e toda a gente pode entrar em contacto comigo, eles mudaram a minha vida toda, não posso sair à rua, estou sempre com medo. O meu desejo é encontrar uma solução, sou um ser humano e somos todos iguais”, desabafa Modamani.

Numa das publicações pergunta-se mesmo se Angela Merkel pousa ao lado do autor do atentado no metro de Bruxelas.

O Facebook diz que retirou duas mensagens difamatórias mas afirma que não consegue desativar todos os conteúdos relacionado com as ditas imagens.

O advogado do jovem diz que não é suficiente, exige que todos os conteúdos que estão online sejam eliminados.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Reino Unido

Presidente da Câmara dos Comuns não quer discurso de Trump no Parlamento britânico